terça-feira, 31 de janeiro de 2012

“O futuro foi agora, tudo é invenção Ninguém vai saber de nada”

Pétalas de Rosas

 

Walter Girotto -2

Vem acariciar meu corpo

Que se desnuda pra te ter

Que se arrepia ao te sentir

Que se treme ao te ver!

Quero meu corpo inundado de ti...

Tocado com a tua beleza

Encharcado do teu aroma

Vislumbrado com a tua pureza!

Vem me (des)cobrir por inteira

Nessa noite silenciosa...

Quero-te a me acarinhar

A me percorrer e perfumar

Com tuas mãos hábeis e sedosas!

Quero teus carinhos ternos e suaves

Espalhados sobre meu corpo......

...como fossem pétalas de rosas!

Andrea Lucia

Imagem  de Walter Girotto

Fruto proibido

Renzo Verdone 9

Fruto proibido
Sei que me desejas imensamente
tens-me como teu fruto proibido...
Tateias em minha direção,
almejas acender minha paixão,
queres despertar minha libido!
Vem... Vem sem medo...
Vem depressa... Vem sem aviso!
Deixo que penetres em mim,
que proves da minha flor carmim,
dou-te regaço e dou-te abrigo!
Quero-te a me degustar,
despindo-me dos meus segredos,
desnudando-te dos teus medos!
Quero que fiques agradecido,
Que teu corpo seja meu,
Que me possuas enfurecido,
Como se sempre fora teu...
...este fruto proibido!

Andrea Lucia

Imagem de Renzo Verdone

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Com esta voz vou bordar um poema dourado….GV

ESCREVIA À MÃO A CIDADE

Habitava da cidade
os lugares mais pequenos.

Limpava-lhe o pó,
pintava-lhe os cabelos,
escondia-lhe as rugas
(chegava mesmo a deitar-se
ou a deitar areia sobre as ruas
abertas).

Às vezes chorava-lhe no centro
a ausência,
ou matava-lhe os homens
que corrompiam os homens.
Por fim,
esquecia-lhe as feridas.

Escrevia à mão a cidade
e a cidade escrevia-se
sobretudo
no cinzento
no esquecimento.

Eram tão simples as palavras
da cidade,
mas complexos os amigos
que dela habitavam
os lugares mais pequenos.

Filipa Lealin ‘Talvez os Lírios Compreendam

“Dei um cravo e dei um lenço, Só não dei o coração;” Eugénio de Andrade

A gota que cai na tua boca e te faz transpirar de desejo… A voz sensual que desconhecia e agora ardo de paixão…agradeço a ti doce coração…GV

Hasan Saygin-1

Imagem de Hasan Saygin

Belíssima voz de Natália Luiza

REVELO-ME

 

Juan Medina-21

Desnudo-me para ti

Tiro a minha máscara

Dou-te a verdade

Revelo-te a minha face...

As vozes não faladas

As palavras recolhidas

As ideias silenciadas

Os sonhos contidos

Os olhares velados

Os desejos reprimidos

Os amores ocultados

Os delírios vividos

Desnudo-me para ti...

Exponho-me inteira

Dou-te a máscara

Que não me recobre

Que já me descobre!

Quero ser tua...

Sem mentiras

Sem marcas

Sem máculas

Sem mágoas!

Andrea Lucia

Imagem de Juan Medina

Nos teus olhos vejo estrelas brilhantes apaixonadas pela vida…GV

EU

Ron Discenza-10

Sou feita de devaneios
De sonhos jorrados
De muitas elucubrações!
As palavras surgem
Os versos fluem
Em poemas (ins)pirados
...de meras divagações!
O lirismo que em mim brota
É minha natureza inconteste
É o que aqui de dentro, aflora!
Pouco a pouco
Traz meu ser à tona
E quantas vezes
Meu EU...
Num poema, se transforma?
II
Não sou inteira
Meu eu está incompleto
Falta-me te ter aqui
Falta-me te ter por perto!
Desejo que fiques em mim
Só assim
Meu eu será pleno
Satisfeito e repleto!
Só contigo
Componho todos retalhos
Deixo de ser só pedaços!
Ao ter-te ao meu lado...
Eu me remendo e me costuro
Eu me completo e me refaço!

Andrea Lucia

Imagem de Ron Discenza

SANDÁLIA DE COURO

ANGELA HARDY-2

Gosto do meu jeito de ser:
Não me rendo a regras
tradições ou convenções.
Gosto de ser despojada
Não me prendo a nada.
Não ligo para estilos,
modismos ou tendências.
Sou guiada pelas minhas preferências.
Meu humor é minha maior influência e
Meu prazer é razão da minha existência
Só a ele sou fiel e devo obediência.
Sou eclética, por natureza
Admiro em tudo, a beleza
Não me prendo a defeitos
Estamos longe de sermos perfeitos.
Prezo a honestidade e a lealdade
Detesto hipocrisia e falsidade.
Aceito bem mudanças e modificações
Gosto de diversificações
No entanto, repúdio, imposições.
Transito por ambientes e meios diversos
Comporto-me, adequadamente, nesses universos
Gosto de ir a restaurantes requintados
E, adoro sentar em botecos esculhambados
Enfeito-me com bijuterias de latas ou de ouro
Visto-me com sapatos caros ou sandálias de couro
Coloco roupas de grifes renomadas
Igualmente, roupas simples e surradas
Gosto de ser despojada
Gosto de ser assim
Porque o maior tesouro que carrego
Não está no que visto ou aparento
Está no meu coração, está dentro de mim!

Andrea Lucia

 Imagem de ANGELA HARDY

Queria ter você por uma noite

Walter Girotto -1

Queria ter você por uma noite

Queria ter você por uma noite,

para poder te dizer e te mostrar,

o que eu tenho para te oferecer...

Dar-te carinhos,

abraços,

amassos...

Dar-te-ei também,

meu coração,

cheio de amor,

esperança.

Sentimentos que se unem,

e fazem florescer a paixão,

que está presa dentro do meu ser...

Está escondida,

e só se mostrará para você.

Mostrar-te-ei também o caminho,

o caminho da felicidade,

que todos procuram,

mas poucos encontram!

Só aquele de coração puro,

De sentimentos verdadeiros,

Consegue encontrar o caminho

da felicidade plena...

Bruno Ramalhete

Imagem de Walter Girotto

Não sei se a vida é curta ou longa para nós

Hélène Béland-10

Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.

Cora Coralina

Imagem de Hélène Béland

Reflexos

 

Mstislav Pavlov-2

Adoro admirar nos espelhos

Do quarto em tons de vermelho

Nossos corpos, nossos reflexos

Nossos atos em ângulos diversos.

Adoro admirar nos espelhos

Nossos contornos convexos

As silhuetas que são retratadas

As imagens que são reveladas

Sem censura e sem complexos.

Adoro admirar nos espelhos

Nossos devaneios secretos

Nossos íntimos descobertos

A inflamar nossos beijos,

A despertar mais desejos,

A incendiar nossos sexos!

(Andrea Lucia)

Imagem de Mstislav Pavlov

“Acorda vem ver a lua”

sábado, 28 de janeiro de 2012

Desejo pintar-te...

Marina Podgaevskaya - 1

Desejo pintar-te...

Antes do alvorecer, nos meus sonhos tocar-te e com prazer amar-te...ao amanhecer beijar-te...

Ai!coração apaixonado

Pinto o teu sorriso

Em tintas de sol

Lindo e impreciso

Como alegria girassol

O mar no teu corpo...pinceladas de amor, os traços da viola em ondas desenhadas,coloridas,por aguarelas perfumadas em flor

Pintei-te...entre cores e magia

A minha fantasia...

Paula Lourenço OZ

Imagem de Marina Podgaevskaya

Procurei-me no silêncio da noite nua

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

Procurei-me no silêncio da noite nua...procurei a poesia com o teu nome e sentir-me tua e lua...procurei as palavras para chamar por ti...na tua ausência perfumei os versos de pétalas com a tua essência para te sentir nas entrelinhas o amor que beijei nos teus lábios

Em mim guardo aromas, o teu sabor, o perfume das rosas no inverno...o som do teu sorriso, o corpo vento terno

Tão intenso...quando me tocavas, abraço-te(me) com as letras, solto-as, para te sentir próximo, sorriem nos meus dedos as tuas mãos brancas, delicadas...

Escrevo-te...

Quando me toco

És tu que me beijas...

Paula Lourenço OZ

Imagem de Gerard Daran

 

“São gestos

Tão lestos

Tão ágeis assim

Que calam

O resto de mim”

Os meus olhos

Francine Van Hove-17

Os meus olhos
olham os meus olhos,
para lá da janela
há sombras
suspiros
árvores e rosas.
Dentro da janela,
Só os meus olhos
Olhando outros olhos encobertos.
... ...
O silêncio pesa.
Isabel Meyrelles
In ‘Palavras Noturnas e Outros Poemas’


Imagem de Francine Van Hove

A tua boca

 

A tua boca tem a frescura
das coisas desconhecidas.
Quando me beijas,
não sei se sou sombra, flor
ou a manhã que rompeu…
Isabel Meyrelles

Karol Bak (2)

Imagem de Karol Bak

Nos teus cabelos vejo um jardim em flor…passo a mão acaricio sinto o perfume do teu amor…GV

Catherine alexandre-10

Imagem de Catherine Alexandre

Para ti

Andrius Kovelinas-4

Foi para ti

que desfolhei a chuva

para ti soltei o perfume da terra

toquei no nada

e para ti foi tudo

Para ti criei todas as palavras

e todas me faltaram

no minuto em que talhei

o sabor do sempre

Para ti dei voz

às minhas mãos

abri os gomos do tempo

assaltei o mundo

e pensei que tudo estava em nós

nesse doce engano

de tudo sermos donos

sem nada termos

simplesmente porque era de noite

e não dormíamos

eu descia em teu peito

para me procurar

e antes que a escuridão

nos cingisse a cintura

ficávamos nos olhos

vivendo de um só

amando de uma só vida

Mia Couto

Imagem de Andrius Kovelinas

Tem flores que nos amam…que nos enche a alma cheia de cor…quando sorriem espalham o seu perfume de amor…GV

Denise Levine-1

Tela de Denise Levine

Desencontro

 

MARA LIGHT -6

Não ter morada

Habitar

Como um beijo

Entre os lábios

Fingir-se ausente

E suspirar

(o meu corpo

não se reconhece na espera)

percorrer com um só gesto

o teu corpo

e beber

toda a ternura

para refazer

o rosto

em que desapareces

o abraço

em que desobedeces

Mia Couto

Imagem de MARA LIGHT

Amar

Walter Girotto -4

Amar: Fechei os olhos para não te ver

e a minha boca para não dizer…

E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,

e da minha boca fechada nasceram sussurros

e palavras mudas que te dediquei…

O amor é quando a gente mora um no outro.

Mário Quintana

Imagem de Walter Girotto

Olha para o espelho

Jacob Christian Poen de Wijs - 6

Olha para o espelho..que vês?...uma pessoa sorridente..que vive de amor..para amar..que sabe perdoar..que é tolerante..compreensiva...que não descrimina..nem num primeiro olhar..nem depois..que não faz aos outros o que não gostaria que lhe fizessem...que não aponta os erros dos outros..que olha primeiro para os seus erros e tenta corrigi-los...que pensa antes de falar...que olha nos olhos quando diz : amo-te...que ama intensamente o presente..que acarinha e cuida da pessoa amada...que luta por ideais..que não desiste do que quer..podes não ver tudo isto..quando te olhas ao espelho..mas..se gostas da imagem que vês..já é muito bom..(Cris Anvago)

Imagem de Jacob Christian Poen de Wijs

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

SEDUZIDA

Anna Razumovskaya - 2

Fui pela retina de teu olhar...
E pela ternura de tua voz...
Onde agora te conto dos meus ais...
E do atropelo das letras...
Que brotam em versos de amor...
Cheios de imperfeições como eu...
Talvez na sutileza dos versos...
Em mim habita a poesia...
Da mulher e menina...
Que ama e se declara...
Seduzida pelo amor...
Seduzida pelo cheiro...
Dos singelos jardins em flor...
Seduzida estou agora...
Por esta vontade de ser...
Teu caminho tua estrada...
Teu atalho encantado...
Tua nobre oração...
Oculta no vale do coração...
Seduzida estou...
Por você agora...
Anjo de meu pensar...

Vania Staggemeier

Imagem de Anna Razumovskaya

Sorrio quando te sinto…navego nos teu pensamentos…GV

Quando o dia entardeceu
E o teu corpo tocou
Num recanto do meu
Uma dança acordou
E o sol apareceu
De gigante ficou
Num instante apagou
O sereno do céu

Márcia & JP Simões

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

MAIS BEIJOS


Ida Ambrosio-10

Devagar...
outro beijo... outro ainda...
O teu olhar, misterioso e lento,
veio desgrenhar
a cálida tempestade
que me desvaira o pensamento!
Mais beijos!...
Deixa que eu, endoidecida,
incendeie a tua boca
e domine a tua vida!
Sim, amor...
deixa que se alongue mais
este momento breve!...
que o meu desejo subindo
solte a rubra asa
e nos leve!
Judith Teixeira

Imagem de Ida Ambrosio

Beijo-te com ternura…beijo-te com carinho…beijo o teu imaginário que eu não conheço…beijo-te…GV

A tua mão

Giampaolo Ghisetti -2

Quando a tua mão pousou

sobre a minha mão

nesse rastro de ave

nesse peso de folha

eternizou-se o instante.

Maria de Lourdes Hortas

Imagem de Giampaolo Ghisetti

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Apelo

 

Manuel Nunez - 12

Atravessa os caminhos da noite

e vem.

Nas fontes, vivas,

do meu corpo

saciarás a tua sede.

Os ramos dos meus braços

serão sombra rumorejante

ao teu sono, exausto.

Atravessa os campos da noite

e vem.

Luísa Dacosta

Imagem de Manuel Nunez

Para ti

Paul Kelley (2)

Foi para ti

que desfolhei a chuva

para ti soltei o perfume da terra

toquei no nada

e para ti foi tudo

Para ti criei todas as palavras

e todas me faltaram

no minuto em que talhei

o sabor do sempre

Para ti dei voz

às minhas mãos

abri os gomos do tempo

assaltei o mundo

e pensei que tudo estava em nós

nesse doce engano

de tudo sermos donos

sem nada termos

simplesmente porque era de noite

e não dormíamos

eu descia em teu peito

para me procurar

e antes que a escuridão

nos cingisse a cintura

ficávamos nos olhos

vivendo de um só

amando de uma só vida

Mia Couto

Imagem de Paul Kelley

Soneto de amor

Katya Gridneva - 2

Não me peças palavras, nem baladas,

Nem expressões, nem alma… Abre-me o seio,

Deixa cair as pálpebras pesadas,

E entre os seios me apertes sem receio.

Na tua boca sob a minha, ao meio,

Nossas línguas se busquem, desvairadas…

E que os meus flancos nus vibrem no enleio

Das tuas pernas ágeis e delgadas.

E em duas bocas uma língua…- unidos,

Nós trocaremos beijos e gemidos,

Sentindo o nosso sangue misturar-se.

Depois…- abre os olhos, minha amada!

Enterra-os bem nos meus; não digas nada…

Deixa a Vida exprimir-se sem disfarce!

José Régio

Imagem de Katya Gridneva

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Estou mais perto de ti porque te amo

 

Yury Darashkevich-1

Estou mais perto de ti porque te amo.
Os meus beijos nascem já na tua boca.
Não poderei escrever teu nome com palavras.
Tu estás em toda a parte e enlouqueces-me.

Canto os teus olhos mas não sei do teu rosto.
Quero a tua boca aberta em minha boca.
E amo-te como se nunca te tivesse amado
porque tu estás em mim mas ausente de mim.

Nesta noite sei apenas dos teus gestos
e procuro o teu corpo para além dos meus dedos.
Trago as mãos distantes do teu peito.

Sim, tu estás em toda a parte. Em toda a parte.
Tão por dentro de mim. Tão ausente de mim.
E eu estou perto de ti porque te amo.

Joaquim Pessoa

Imagem de Yury Darashkevich

Há pessoas que nos beijam com palavras silenciosas…GV

“Mas os meus lábios são transmutação de alguma coisa planetária…Quando eu beijo eu improviso mundos molhados”

domingo, 22 de janeiro de 2012

Se duvidas que teu corpo

Bruno Di Maio - 10

Se duvidas que teu corpo

Possa estremecer comigo –

E sentir

O mesmo amplexo carnal,

– desnuda-o inteiramente,

Deixa-o cair nos meus braços,

E não me fales,

Não digas seja o que for,

Porque o silêncio das almas

Dá mais liberdade

às coisas do amor.

Se o que vês no meu olhar

Ainda é pouco

Para te dar a certeza

Deste desejo sentido,

Pede-me a vida,

Leva-me tudo que eu tenha

Se tanto for necessário

Para ser compreendido.

António Botto

Imagem de Bruno Di Maio

Comida

Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de que?
Você tem fome de que?...

A gente não quer só comida
A gente quer comida
Diversão e arte
A gente não quer só comida
A gente quer saída
Para qualquer parte...

A gente não quer só comida
A gente quer bebida
Diversão, balé
A gente não quer só comida
A gente quer a vida
Como a vida quer...

Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de que?
Você tem fome de que?...

A gente não quer só comer
A gente quer comer
E quer fazer amor
A gente não quer só comer
A gente quer prazer
Prá aliviar a dor...

A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer dinheiro
E felicidade
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer inteiro
E não pela metade...

Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de que?
Você tem fome de que?...

A gente não quer só comida
A gente quer comida
Diversão e arte
A gente não quer só comida
A gente quer saída
Para qualquer parte...

A gente não quer só comida
A gente quer bebida
Diversão, balé
A gente não quer só comida
A gente quer a vida
Como a vida quer...

A gente não quer só comer
A gente quer comer
E quer fazer amor
A gente não quer só comer
A gente quer prazer
Prá aliviar a dor...

A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer dinheiro
E felicidade
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer inteiro
E não pela metade...

Diversão e arte
Para qualquer parte
Diversão, balé
Como a vida quer
Desejo, necessidade, vontade
Necessidade, desejo, eh!
Necessidade, vontade, eh!
Necessidade...

Titâs

 

Hoje

William Savage Cooper

Hoje sou eu que poso para o teu poema

Como uma modelo numa cama de flores

Que estaria

A vida inteira diante dos teus olhos

Até ser só ossos, ouro, palavras, rebentação.

Ana Salomé

Imagem de William Savage Cooper

ontem à noite

Rob Hefferan - 19

ontem à noite

sonhei de corpo inteiro

-acordei com teu

cheiro

Alonso Alvarez

Imagem de Rob Hefferan

Príncipe

Todd A. Williams-1

Príncipe:

Era de noite quando eu bati à tua porta

e na escuridão da tua casa tu vieste abrir

e não me conheceste.

Era de noite

são mil e umas

as noites em que bato à tua porta

e tu vens abrir

e não me reconheces

porque eu jamais bato à tua porta.

Contudo

quando eu batia à tua porta

e tu vieste abrir

os teus olhos de repente

viram-me

pela primeira vez

como sempre de cada vez é a primeira

a derradeira

instância do momento de eu surgir

e tu veres-me.

Era de noite quando eu bati à tua porta

e tu vieste abrir

e viste-me

como um náufrago sussurrando qualquer coisa

que ninguém compreendeu.

Mas era de noite

e por isso

tu soubeste que era eu

e vieste abrir-te

na escuridão da tua casa.

Ah era de noite

e de súbito tudo era apenas

lábios pálpebras intumescências

cobrindo o corpo de flutuantes volteios

de palpitações trémulas adejando pelo rosto.

Beijava os teus olhos por dentro

beijava os teus olhos pensados

beijava-te pensando

e estendia a mão sobre o meu pensamento

corria para ti

minha praia jamais alcançada

impossibilidade desejada

de apenas poder pensar-te.

São mil e umas

as noites em que não bato à tua porta

e vens abrir-me

Ana Hatherly

Imagem de Todd A. Williams

Se fosses luz

John Pitre-4

Se fosses luz serias a mais bela
De quantas há no mundo: - a luz do dia!
- Bendito seja o teu sorriso
Que desata a inspiração
Da minha fantasia!
Se fosses flor serias o perfume
Concentrado e divino que perturba
O sentir de quem nasce para amar!
- Se desejo o teu corpo é porque tenho dentro de mim
A sede e a vibração de te beijar!
Se fosses água - música da terra,
Serias água pura e sempre calma!
- Mas de tudo que possas ser na vida,
Só quero, meu amor, que sejas alma!
António Botto

Imagem de John Pitre

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

“Senti na pele a mão do teu afeto”

“Um beijo vale pelo que contém”

“Sem ti é ser como um jardim sem flor”

“Sem a cama dos teus braços”

Fazer-te um poema perfumado

Marina Podgaevskaya -

Fazer-te um poema sempre...quando estás presente...quando estás ausente..mas presente em mim...fazer-te um poema perfumado...com as mais belas rosas do jardim...fazer-te um poema...onde existas tu..onde eu esteja presente...escrever-te um poema...viver-te no poema...sentires os meus sentires..nas palavras que não digo...nas palavras que te transmito com o meu olhar...fazer-te um poema...ser o teu poema...(Cris Anvago)

Imagem de Marina Podgaevskaya

Abraça-me forte

Alicia Brizzio

Vem..abraça-me forte..vem sentir...todos os meus desejos...todas as minhas carências...todos os meus medos...vem..descobre-me...nesse abraço forte...onde me revelo...sem receios..para ti...(Cris Anvago)

Imagem de Alicia Brizzio

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Se fosses luz

Duma Arantes - 1

Se fosses luz serias a mais bela

De quantas há no mundo: – a luz do dia!

- Bendito seja o teu sorriso

Que desata a inspiração

Da minha fantasia!

Se fosses flor serias o perfume

Concentrado e divino que perturba

O sentir de quem nasce para amar!

- Se desejo o teu corpo é porque tenho

Dentro de mim

A sede e a vibração de te beijar!

Se fosses água – música da terra,

Serias água pura e sempre calma!

- Mas de tudo que possas ser na vida,

Só quero, meu amor, que sejas alma!

António Botto

Imagem de Duma Arantes

Amo sobre as estrelas da noite…

No meu sono

A.D. Cook-2

No meu sono

ela flutua

a cada passo…

Nua

riscando o espaço

numa névoa de outono…

Apenas nos cabelos

um azulado laço…

E assim enlaço

a imagem sua…

Saúl Dias

Imagem de A.D. Cook

O anjo

Sue Halstenberg -2

"O anjo olhou em seus olhos.E ele olhou para dentro dele mesmo.E ele viu o anjo chegar e olhar em seus olhos.Sorrindo ele descobriu que a realidade começa no nosso mundo interior.Era só o começo..."

"Segredo do Anjo" Cid Correia

Imagem de Sue Halstenberg

Quero-te

Janeth Valdez Tapia-9

Quero sentir o teu beijo,

Que me pedes suave, devagarinho,

Ter o gosto da tua boca na minha;

Sentir a tremura do teu peito,

Que se aperta no meu!

Relaxo ao toque da tua mão, que me acaricia,

Enquanto nossas línguas se digladiam

Num mistério extasiado de prazer;

Quero ter-te apertada em mim,

Emoção tantas vezes sentida

E sempre loucamente desejada!

Quero entrar em ti,

Seres corpo do meu corpo,

Quero-te como minha rainha

E eu o teu escravo deliciado com a volúpia,

Que me proporcionas docemente!

Quero escutar os teus gemidos roucos de desejo,

Adormecer no teu sonho

E acordar na doce emoção da paixão.

José Carlos Moutinho

Imagem de Janeth Valdez Tapia

Solto-me de mim

Pol Ledent -5

Solto-me de mim..para ficar em ti...cada flor que te dou..um beijo meu...e as nuvens que passam..são carícias minhas..que tocam levemente o teu corpo...e os meus olhos..o sol que ilumina o teu sorriso..quando sorris..emocionas-me..adoro ver-te feliz...sempre que não estou perto..quero que me sintas..na brisa que passa por ti..e que murmura as minhas palavras : amo-te..meu desejo..paixão que me inunda de prazer..e abraço-te...em pensamento...(Cris Anvago)

Imagem de Pol Ledent

Noturno

Kamille Corry - 2

Sombra bailarina de luz e prata,

Revelada na parede ou na calçada do chão.

Tecla acariciada em acordes em dó

Que compõe a melodia do pensamento

e se descobre no silêncio e na penumbra.

Sonho colorido desbravado no cinzento da noite

Calma metamorfose que me percorre no

Silêncio em que escrevo flutuações

Fios de luz com os que bordo a paz

Assombramento que se esconde ou confessa

Fantasmas que declamam rumores

Aromas dos meus amores

Na noite que me apela

Suspiros, ausências, presenças

Calma, agitação

Noturno em comunhão

Fernanda Paixão

Imagem de Kamille Corry

Tela de Fátima Brito

Fátima Brito

Sou louca por gestos suspensos no ar

Amor sem tréguas

Steve Hanks -1

"Amor sem tréguas
É necessário amar,
qualquer coisa, ou alguém;
o que interessa é gostar
não importa de quem.
Não importa de quem,
nem importa de quê;
o que interessa é amar
mesmo o que não de vê.
Pode ser uma mulher,
uma pedra, uma flor,
uma coisa qualquer,
seja lá do que for.
Pode até nem ser nada
que em ser se concretize,
coisa apenas pensada,
qua a sonhar se precise.
Amar por claridade,
sem dever a cumprir;
uma oportunidade
para olhar e sorrir."

António Gedeão

Imagem de Steve Hanks

Que o teu jardim

Marcos Damascena -1

Que o teu jardim,
salpicado de

coloridas
borboletas, exale o

intenso perfume do
jasmim…

Sophia Andreus

Imagem de Marcos Damascena

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

As mãos

Soledad Fernández (31)

constroem,

destoem,

acariciam,

agridem,

massajam,

dançam,

brincam,

comunicam.

As mãos

procuram

outras mãos

quentes,

outros corpos,

abraços,

afectos,

amores, …

Isabel Jorge

Imagem de Soledad Fernández

Navego

Pascal Chove - 5

Navego nas ondas do teu corpo…

Navego sobre o teu doce olhar

Que brilham em direção aos meus

Navego na tua suave pele que se arrepia quando me sente

Navego com os meus lábios nos teus

Navego no teu eu meu eu

Navego

Gabriela Vitória

Imagem de Pascal Chove

Tela

David Graux-2 

Minhas mãos percorriam as tuas nádegas rebeldes

Os dedos das minhas mãos deslizavam entre os dedos dos teus pés

Suaves como a tua língua

Teus pés acariciavam a minha maçã silvestre incendiando o meu desejo

Deliciava-me com os teus pés nas minhas ondas enrijecidas de prazer

Fiquei louca de gemidos até hoje sentidos

Nossos corpos perfumados de aromas carnais repousam

Sobre uma tela de muitas cores

Meus olhos brilham sobre o nosso prazer

Gabriela Vitória

Imagem de David Graux

“Palavras de Amor”

Tua Voz

 

Armando Magno-3

A tua voz quente, meiga e rouca

Sussurra palavra por palavra o poema do nosso delicado amor

Voz que me traz a presença da tua língua quente no meu ouvido

A excitação das nossas bocas no desejo do toque

De um sentimento percorrido e florescido

Entre o vale dos nossos lençóis de seda pura

Com cheiro do nosso amor repetido

Deitada no meu corpo nu ao som da tua voz agitam-se nossos sentidos

Na tua voz sinto o desejo dos teus poemas

Eles me consomem e me transformam numa das páginas do teu livro

Meu corpo fica uma gota de mel a escorrer de desejo da tua voz

Gabriela Vitória

Imagem de Armando Magno