quinta-feira, 15 de março de 2012

Fios de prata em seda

Sergey Ignatenko-2

Fios de prata em seda
Bordei os contornos do teu corpo
Num tecido de seda
Com fios de prata
... Curiosas espreitavam as estrelas
E a lua, envergonhada
Escondeu-se entre as nuvens.
(…)
Corpo musculado
Pele morena
Nádegas rijas
Assim te bordei
O suor que escorria no teu rosto
Brilhava com o sol.
Desejei mergulhar em cada gota
E sorver o teu ser
Saciar a minha gula!
(…)
Beijei-te másculo mar de desejos
Senti o meu ventre a fervilhar
O meu bordado ganhou vida
E eu a vibrar…
(…)
Guardei o dedal
Embarquei na magia de seda
Tecida
Sou tecedeira de sonhos, sei sonhar
Não acordo, embalo nesta satisfação e sinto-me feliz…
Dobro o pano, acaba o sonho
Resta o sorriso de satisfação.
Talvez volte a bordar em seda, com fios de prata
Ou talvez não
Mas hoje sorrio, embalada pelas estrelas curiosas
Sentada na lua envergonhada…
Céu Cruz

Imagem de Sergey Ignatenko

Sem comentários:

Enviar um comentário