sábado, 9 de fevereiro de 2013

Passo a passo

Steve Hanks-9

Caminhei sem destino, do passado ao presente. Passo a passo. Recordando memórias em edifícios. Recordando outras procuras, outros passados, outros destinos e esperanças, outros receios e dúvidas. Vi-te no virar da esquina, e parei. Miragem. Continuei a andar com medo de seres verdade. Esqueci-te e caminhei. Criei histórias minhas. Exagerei a realidade. Hipérbole. Tive medo de perder o contexto. Continuei a andar. Um passo é só presente, até dares outro passo. Aí o passo é passado. E o próximo passo, é futuro. Até passar a ser presente. E depois passado. Passo a passo. Os edifícios ficam para trás. E tu, vais para a frente. E assim passam dias. Passam anos. O dia vira noite. O vento vira lençóis. A vida vira sonho. No sonho caminhei, sem destino. E vi-te na rua. Os nossos olhos cruzaram-se. Seguiste-me com medo. Mas no frio os nossos corpos congelaram, a nossa mente temeu, e no final, deixei-te ir, dei um passo, e tu desapareceste com o vento.

Amadeu Mendes

Imagem de Steve Hanks

Sem comentários:

Enviar um comentário