sábado, 22 de junho de 2013

“Protege-me em teu colo”

970231_528688807197580_1034514993_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dorme junto a mim meu amor
Aquieta o meu ser
Enquanto os pássaros sobrevoam
As escarpas da vida num fim de tarde
... Beija docemente os meus lábios sedentos dos teus
Embala-me na melodia dos teus olhos
Enquanto as rochas se banham no mar salgado
Deliciosamente, em perfeito regozijo
Protege-me em teu colo
Enquanto as tempestades intensas fustigam
E rasgam os braços das árvores já sem força
Desemaranha as asas do nosso amor para que possamos voar livremente
Tão leves, amor, como os pássaros que bebem no vento
O bucolismo cândido do amanhecer.

Cecília Vilas Boas

971095_534931613239966_1356845260_n

1 comentário:

  1. Que linda obra!
    Sensível, reflexiva, gostosa de ler.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderEliminar