terça-feira, 3 de abril de 2012

Com a minha língua desenho poemas perfumados…dentro da tua boca ouço as cores do teu desejo…GV

Dos teus braços
Cresceram os meus dedos
Na tua boca
O pecado mais cruel
Os teus ombros
Planearam meus cabelos
Na minha pele,
Restos da tua pele

Da tua boca se embriagou a minha boca,
E o teu silencio inventou a minha prece
Dos teus sentido a poesia anda louca
Pela tua boca minha boca se emudece...

Os teus olhos
Abrigaram meus receios
O teu Outono
Derramou o meu perfume
O teu desenho
Enfeitiçou meus desejos
O teu corpo
Incendiou o meu lume

Do teu nome Deus criou o meu nome
Nos teus cabelos debruçou o meu abraço
Pelo destino o teu amor encontrou-me
Serei sempre tua em teus braços meu regaço...

Do teu nome Deus criou o meu nome
Nos teus cabelos debruçou o meu abraço
Pelo destino o teu amor encontrou-me

Serei sempre tua em teus braços meu regaço
Serei sempre tua em teus braços meu regaço
Serei sempre tua em teus braços meu regaço...

Letra e música Cuca Roseta

Sem comentários:

Enviar um comentário